more less Fundo Normal Fundo Escuro Fundo com Luz



(21/06/2019) - Ouvidoria da DPE integra discussões sobre impactos da expansão do Centro de Lançamento de Alcântara

 
  • slide 1
    Ouvidoria da DPE integra discussões sobre impactos da expansão do Centro de Lançamento de Alcântara
  • slide 1
    Ouvidoria da DPE integra discussões sobre impactos da expansão do Centro de Lançamento de Alcântara
  • slide 1
    Ouvidoria da DPE integra discussões sobre impactos da expansão do Centro de Lançamento de Alcântara



A ouvidora-externa da Defensoria Pública estadual, Márcia Anunciação Maia Pereira, esteve recentemente na agrovila de Maruda, povoado de Alcântara, onde se reuniu com lideranças das comunidades quilombolas que foram desalojadas na década de 80 e em Mamuna com quilombolas ameaçados de despejo pelo acordo de salvaguarda tecnológico assinado entre Brasil e EUA para o uso e expansão do Centro de Lançamento de Alcântara.
Na oportunidade, Márcia Maia recebeu relatos sobre os impactos da ampliação do Centro de Lançamento de Alcântara e as preocupações sobre a possível expansão. “As lideranças temem por novos despejos que desagregam a organização do território e estão dispostos a lutar para que não haja novos despejos. Eles reclamam, também, a titulação da propriedade do território para os quilombolas que está com processo parado a mais de uma década”, destacou.
A ouvidora-geral ainda alertou os participantes da reunião, dentre eles representantes da Frente Parlamentar para Modernização do Centro de Lançamento de Alcântara e dos movimentos sociais sobre os problemas sociais que podem ser causados pela falta de planejamento do acordo. “Mesmo comunidades não atingidas diretamente pela expansão da CLA podem sofrer as consequências do deslocamento das pessoas que serão atingidas diretamente. Ressaltando que as periferias de São Luís também sofrerão um forte impacto com o deslocamento de comunidades quilombolas de Alcântara, já que muitas famílias acabam transferindo-se para São Luís”, disse Márcia Maia.
Estiveram presentes na reunião os deputados estaduais Bira do Pindaré, do Maranhão, e Áurea Carolina, de Minas Gerais; Antônio Marcos Pinho, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Alcântara; Tallia Fernanda, do Centro de Cultura Negra do Maranhão; Térvolo Borges de Jesus, da Coordenação Nacional Quilombola; Pedra Amorim e Bendito Barbosa Silva, da Associação Quilombola de Alcântara;  Dorinete Serejo e Leonardo dos Anjos, do Movimento dos Atingidos pela Base Espacial; Leandra de Jesus Severa, do Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais; Eliane Ferreira Soares Sindicato dos Trabalhadores Agriculta Familiar; Pedro Charbel , assessor da Frente Parlamentar; dentre outros.

QUER ATENDIMENTO?
AGENDA INSTITUCIONAL

INFORMAÇÕES GERAIS
Horário de funcionamento:
    • São Luís
    • Sede:
      Segunda a sexta das 7h às 17h

    • Núcleo do Consumidor:
      Segunda a sexta das 8h às 17h

    • Núcleo de Execução Penal:
      Segunda a sexta das 8h às 17h

    • Sala de Atend. Fórum Desembargador Sarney Costa:
      Segunda a sexta das 8h às 17h

    • Núcleos regionais
    • Segunda a Sexta das 8h às 17h

    • Plantão
    • Diariamente das 17h às 7h
    • (98) 3232-2390 –Ramal-4

Galeria de fotos

+Fotos

Galeria de vídeos

+Vídeos



+Jornais