more less Fundo Normal Fundo Escuro Fundo com Luz



(12/04/2019) - Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM

 
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM
  • slide 1
    Defensoria articulará parcerias para ampliar atividades do Centro de Equoterapia da PM

A Defensoria Pública estadual (DPE/MA), por meio do Núcleo da Pessoa com Deficiência e do Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (Ciapd), reuniu-se na manhã de sexta-feira (12), com o Centro de Equoterapia da Polícia Militar do Maranhão (CEPMA), que há mais de 15 anos tem contribuído para recuperação e reabilitação de crianças e jovens com deficiência, com o uso de cavalos.


Em pauta, estratégias que garantam melhorarias na acessibilidade do local e que estimulem parceiros, da iniciativa pública e privada, para contribuir na manutenção dos animais, corpo técnico e estrutura utilizada no projeto. A ideia é ampliar o número de praticantes da terapia, gerando condições de absorção das demandas de assistidos que podem ser encaminhados pelos núcleos da Saúde e de Defesa da Criança e do Adolescente (NDCA), da DPE.


Participaram da reunião, o defensor público Benito Pereira Filho, a coordenadora do Ciadp, Livia Carvalho, o tenente-coronel Willian Pereira. “Buscaremos dialogar com diversas instituições a fim de garantir as melhorias estruturais no local e também no incremento no corpo técnico, que é composto por neurologistas, fisioterapeutas, assistentes sociais, dentre outros profissionais que garantem um acolhimento eficaz desses praticantes”, destacou Benito Filho.


O centro acolhe crianças a partir dos três anos e adolescentes, em sua maioria, portadores de síndrome de down, paralisia cerebral e autismo. A equipe é multiprofissional e conta com terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, neurologistas, assistentes sociais, nutricionistas e psicólogos, do quadro da própria polícia e com apoio de voluntários.


“Para continuar prestado esse importante serviço à comunidade precisamos de parceiros que colaborem nas mais diversas formas de atuação. Neste caso, a Defensoria poderá articular com demais entes estaduais e municipais algumas obras que melhorem a acessibilidade destas crianças em nosso centro”, concluiu o oficial.


Tratamento - A equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo para o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência. A atividade exige integração do corpo inteiro, contribuindo para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e equilíbrio.

QUER ATENDIMENTO?
AGENDA INSTITUCIONAL

INFORMAÇÕES GERAIS
Horário de funcionamento:
    • São Luís
    • Sede:
      Segunda a sexta das 7h às 17h

    • Núcleo do Consumidor:
      Segunda a sexta das 8h às 17h

    • Núcleo de Execução Penal:
      Segunda a sexta das 8h às 17h

    • Sala de Atend. Fórum Desembargador Sarney Costa:
      Segunda a sexta das 8h às 17h

    • Núcleos regionais
    • Segunda a Sexta das 8h às 17h

    • Plantão
    • Diariamente das 17h às 7h
    • (98) 3232-2390 –Ramal-4

Galeria de fotos

+Fotos

Galeria de vídeos

+Vídeos



+Jornais