Defensoria e Secretaria Estadual da Juventude firmam parceria para orientações jurídicas e fortalecimento de políticas públicas para jovens

    A Defensoria Pública do Estado e a Secretaria Estadual da Juventude (Seejuv) firmaram termo de cooperação interinstitucional com o objetivo de desenvolver ações em favor do fortalecimento de políticas públicas voltadas aos direitos e ao protagonismo dos jovens maranhenses. O documento foi assinado pelo subdefensor-geral Gabriel Santana Furtado Soares e a titular da pasta estadual, Tatiana de Jesus Ferreira.

    Também participaram da assinatura o defensor público Joaquim Gonzaga Neto, que é titular do Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente (NDCA), a coordenadora do Núcleo Psicossocial da DPE, Rosicleia Barbosa Costa, além de assessores da Seejuv.

    Na ocasião, Gabriel Furtado destacou a importância da parceria. “No brasil a juventude ainda é a maioria, apesar de estarmos envelhecendo, e trabalhar para garantir políticas públicas para esses jovens é fundamental para o desenvolvimento social e para o combate da violência, principalmente aplicada contra o jovem negro. Fortalecer políticas públicas voltadas para a juventude é fortalecer o crescimento e a melhoria da nossa sociedade como um todo”, destacou o subdefensor.

    Durante a reunião, a secretária Tatiana Ferreira afirmou que o apoio de instituições como a Defensoria é primordial para que projetos sejam ampliados visando beneficiar o maior número de pessoas possíveis. “Quem ganha é a juventude maranhense, nas diversas regiões em que tem Defensoria. Poder contar com essa ajuda nos garante chegar a mais jovens em situação de vulnerabilidade e garantir serviços essenciais que garantam sua cidadania”, frisou. 

    A parceria oportunizará a execução de projetos importantes, como o Juventude Viva, promovido pelo Governo do Estado, na capital e nos municípios de Timon, São José de Ribamar, Caxias, Imperatriz, Açailândia, Bacabal, Paço do Lumiar e Codó, onde serão formados os comitês municipais de enfrentamento à mortalidade da juventude negra. Ainda, promoverá atividades conjuntas do Projeto Acolher, que trabalha com famílias de jovens mortos vítimas da violência. 

    Além disso, estão programadas palestras e rodas de diálogo de educação em direitos para a juventude, sob a coordenação da Escola Superior da Defensoria Pública (Esdep). Em outro campo, visando ampliar ainda mais o leque de oportunidades, a parceria proporcionará a identificação de atendimentos famílias com perfil para o Programa de Tarifa de Energia Elétrica, que concede desconto de até 65% na conta de luz.

    Veja Também

    keyboard_arrow_up