Defensoria Pública solicita à Caema e ao Município o restabelecimento imediato do fornecimento de água em Icatu

    O Núcleo Regional da Defensoria Pública de Icatu recebeu informações acerca da falta de abastecimento de água no município, que perdura há mais de 10 dias, prejudicando moradores de diversas localidades, além de comprometer o funcionamento dos órgãos e repartições locais, ocasionando severos prejuízos à sociedade local.

    O defensor público Alex Pacheco Magalhães encaminhou ofício à empresa que fornece água ao Poder Executivo Municipal, solicitando a adoção de medidas voltadas ao restabelecimento imediato do fornecimento de água para todos os moradores atingidos do Município. Solicitou, ainda, a resolução de todos os problemas existentes e detectados, bem como diligências e informações sobre o motivo da falha na prestação do serviço.

    Magalhães solicitou ainda que o Município se comprometa, em menos de 24 horas, a fornecer diariamente água, através de carros pipas, a todos os moradores, órgãos e repartições que foram afetados, até que o restabelecimento seja concluído. “A situação da falta de água no Município é bastante grave, trazendo sofrimento para muitas pessoas. Água é um bem essencial a todos e deve ser devidamente assegurado”, ressaltou o defensor

    _

    Veja Também

    keyboard_arrow_up